segunda-feira, 2 de maio de 2011

Lágrimas secretas.


A cada instante que passa vejo a minha vida mudar. A cada passo, sorriso, olhar, falar e pensar. Mas existe algo que arde dentro do meu frágil peito e somente Deus sabe o que sinto. Só ele sabe que esse peito já suportou a dor fria de mil nevascas cheias de traição, falsidade e desamor. E para essa ardência chamo de lágrimas secretas, lágrimas secas, duvidosas e congelantes. Congelantes ao ponto de cair no seu colo e todo o seu corpo arrepiar com a sua frieza e palidez.

Mas quem nunca possuiu lágrimas secretas? Lágrimas que às vezes não possui um porque ou o próprio nem ao menos existiu. E é da mesma forma com essas lágrimas, são como a onda do mar vai, ela volta, e com esse movimento as areias do tempo seguem o seu rumo deixando rastros de duvidas por onde passam. Porque no final tudo volta ao lugar, cada grão de areia, cada folha, cada gota d'água e cada lágrima.

"E com um simples fechar e abrir de olhos tudo volta, como se nunca tivesse existido."

2 comentários:

  1. Gostei muito deste texto tb!!!
    E espero que as coisas já tenham voltado aos seus devidos lugares.
    Abraços!

    ResponderExcluir