quinta-feira, 19 de abril de 2012

Pedras e tropeços.


Aquelas poucas palavras rasgaram uma parte do meu coração. Estou sangrando e desnorteado. Eu queria que tudo fosse fácil, que a dor passasse rápido e que o destino parasse de pregar peças. Peças que já perderam o sentido, a graça e o riso. Não consigo mais abraçar a solidão, até ela se mantém distante de mim. Queria ter de volta o amor caminhando ao meu lado e os motivos. Motivos para sorrir um pouco mais. Hoje, possuo pouco, um vazio no peito, lembranças do amor, pedras e tropeços.

"Espero um dia me encontrar novamente com o amor e que dessa vez seja para a vida toda."

6 comentários:

  1. Ler "Pedras e tropeços" foi como se meus sentimentos tivessem sido escritos por alguém que não sou eu. Muito bom!

    ResponderExcluir
  2. pedras e tropeços ... em algumas pedras eu chuto, em outras tropeço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu as junto em meu bolso, um dia precisarei delas para subir um novo degrau. (:

      Excluir
  3. ... cada segundo de amor já é mil vidas!
    r.A.

    ResponderExcluir