terça-feira, 13 de abril de 2010

Um mundo cinza.


Um vento frio, doce e melancólico toca o meu rosto. Sinto um longo arrepio. Um peso em minha respiração. Uma profunda dor em meu peito. Meus pensamentos estão se tornando mais inexistentes como se não houvesse sentido para existirem.

A perda do amor, a saudade de parentes e o não encontrar um motivo para viver torna a minha vida cinza. Olhar para o céu e avistar um arco-íris e ver que não há cores, somente uma longa escala cinza. Ver que existe um caminho a ser seguido através desse arco-íris, mas não sentir esse momento.

E ao caminhar sobre esse arco-íris sentir um frio agonizante de perda e um não sentido de continuar, mas ter que continuar.

"Olhar no espelho e ver a cor dos meus olhos se esvaindo com o tempo, tornando-se uma cor fria, passando de um alegre verde para um triste cinza."

3 comentários:

  1. Gostei do post e do blog, parabéns :)

    ResponderExcluir
  2. Post pesado, cinzendo e super bem escrito... valeu!

    ResponderExcluir